domingo, agosto 17, 2008

Quando a Turma da Mônica encontrou o cogumelo da Alice (ou quase isso)

Todo mundo já sabe que o Maurício de Souza resolveu esticar a Turma da Mônica e agora todos eles parecem adolescentes saídos do Múltipla Escolha.

Sempre pensei na possibilidade de uma dia ver a Turma mais velha, mas desde que fosse num número especial, estilo "What If...", e não com um número próprio. Até porque existe a Turma da Tina para o público jovem.

Pensei em dar uma chance, afinal o MS já me fez tão feliz. (Até já recebi carta do Cebolinha. Longa história). Entrei no site oficial do projeto. Após um longo discurso justificando esse novo projeto, ele fode tudo com esse final:

com o tempo, pretendemos abordar questões pertinentes à adolescência, como namoros, sexo e até drogas. Mas de uma maneira muito bem estudada. Como se fosse de pai para filho.
Já viu adolescente ouvindo pai e mãe? Eu sou a prova viva de como uma criança fofinha e inteligente, vira uma adolescente estúpida e no fim uma adulta psicologicamente perturbada. Eu considero a adolescência a pior fase da vida de uma pessoa.

Sabe a Mônica-baixinha-gorducha-dentuça? Ela cresce, fica gostosona, um pouco dentuça, é verdade, mas esse vai ser o charme dela. Bye, bye, vestidos vermelhos. Agora parece saída do catálogo de moda da Capricho.

Como seria minha Mônica: Ela continuaria baixinha e gordinha depois de grande. Não acharia roupas que coubessem, obrigando-a a continuar usando os horrorosos vestidos vermelhos. Se sentiria mal e excluída por causa do peso. Tentaria milhões de dietas diferentes, sem sucesso, tornando-se bulímica. No final conseguiria um peso saudável através de alimentação balanceada e exercício. Sofreria um acidente onde perderia os dois dentes da frente. Mas escolheria no final, implatar dentes como os perdidos, pois sente falta dos dentões.

Sabe a Magali-gulosa? Agora só come alimentos saudáveis, malha e é super preocupada com o corpo. Estilão rata de academia. (Sempre achei que a Magali era a verdadeira Mulher Melancia).

Como seria minha Magali: Ela não abriria mão fácil de toda aquela comida que engorda e faz mal. Mas ela não quer engordar, então faz sacrifícios pelo corpo. Sonharia com comida, viria as pessoas em formato de comida. Ela representaria o culto ao corpo, quase no estilo que vai ser representada mesmo. Exageraria nos exercícios, comeria escondida e tomaria remédios pra emagrecer.

Sabe o Cebolinha-com-cinco-fios-de-cabelo-que-queria-ser-o-dono-da-rua? Agora quer ser chamado de Cebola.Usou shampoos WS, deu adeus aos cinco fios, mas ostenta o mesmo penteado. Fez tratamento com a fono e parou de trocar erre por ele, exceto quando está nervoso. Agora quer conquistar o mundo, pretensão pouca é bobagem. Um cara que nem conseguiu conquistar a rua.

Como seria meu Cebolinha: Completamente careca. Aproveitaria o visual e se dedicaria à natação. Continuaria trocando as letras, o que provocaria mal entendidos com as garotas. Seria um loser completo.

Sabe o Cascão-que-não-gosta-de-tomar-banho? Agora toma banho, às vezes. Sério, tomar banho às vezes até eu que odeio tomar banho tomo. E virou um viciado em esportes radicais. Não mudou muito.

Como seria meu Cascão: Não tomaria banho, nunca. Imagina o que o mal cheiro acumulado causaria nas relações sociais do garoto e no possível relacionamento com garotas. Seria um pária social.

Exagerei.

2 Comments:

Eurritimia said...

Eu comprei essa revistinha e devo dizer que... o negócio é pior do que parece, pois você vai descobrindo o que aconteceu com os outros personagens - o Louco até vira professor!

Mal posso esperar pelo hentai da Mônica.

Monique said...

Hahahahahaha! E você acha o do Maurício ruim?! Ainda bem que você não é a responsável por essa birosca. As crianças virariam todas seres depressivos por falta de perspectativa de vida!